IGP-M (Julho)

A FGV divulgou o IGP-M, que é o Índice Geral de Preços – Mercado, de julho, que variou +0,78% em julho, contra +0,60% em junho.

Com isso, este índice – que regula uma grande série de investimentos -, já acumula alta de 15,98% no ano e de 33,83% nos últimos 12 meses.

Em julho de 2020, o índice havia subido 2,23%.

» Este artigo foi originalmente publicado no Blog Investemente
» Confira o artigo completo aqui

Faça atividade física no dia a dia

A possibilidade de ser fisicamente ativo pode estar escondida em sua rotina

Algumas atividades do nosso dia a dia podem trazer diversos benefícios para o nosso corpo. E não é do gasto calórico que estamos falando, mas da adoção de alguns hábitos que podem te ajudar a ser fisicamente mais ativo. De acordo com a publicação Saúde Brasil 2015/2016, as doenças crônicas não transmissíveis, hipertensão arterial e diabetes, foram as responsáveis por 74% dos casos de morte, no Brasil, em 2012.

Precisamos reforçar que a prática regular, e não apenas esporádica, de alguma atividade física tem um impacto positivo na prevenção dessas doenças. Mas alertamos que só isso não faz a diferença na vida das pessoas, é preciso existir uma mudança de outros hábitos.

A questão do estilo de vida torna-se pertinente principalmente nos tempos atuais em que temos tantos recursos tecnológicos que favorecem o conforto ao nosso alcance. É um elevador que facilita a chegada a um determinado andar, é o controle remoto que comanda a TV sem muito esforço, o celular e computador que te prendem na mesma posição – e quase sempre ela é de repouso.

Optar pela academia ou praticar algum esporte, por exemplo, tem um impacto maior no seu gasto calórico, mas nem sempre é viável para todas as pessoas e nem necessariamente é a única saída para estar em movimento. Aqui as atividades domésticas também surgem como um apoio para te manter mais ativo.

A OMS recomenda 150 minutos de atividade moderada ou 75 minutos de atividade intensa, ou ainda uma combinação entre as duas. Além disso, recomenda-se a realização de exercícios de fortalecimento muscular pelo menos 2 vezes por semana.

Confira abaixo seis tarefas que estão escondidas na sua rotina e que valem como atividade física:

1 – Nada de ignorar o olhar de “pidão” do seu cachorro

Já parou para pensar que o seu bichinho pode ter passado o dia todo sem se movimentar tanto? Que tal unir o útil ao agradável e garantir a saúde de ambos? Levar o cachorro para passear é uma atividade aeróbica super prazerosa. Além de saudável, ela ajuda a estreitar os laços afetivos com seu companheiro.

2 – Sabia que atividade doméstica também é atividade física?

Quem diria que essa tarefa tão rotineira te traria benefícios além da limpeza, né? Tirar o pó, varrer ou esfregar o chão são atividades físicas aeróbicas, que é uma modalidade importante para estimular o sistema cardiorrespiratório. Você pode ainda ligar uma playlist animada e trabalhar no ritmo da música!

3 – Aviso: elevador em manutenção

Em casa, no trabalho ou na rua, faça de conta que o elevador está em manutenção e dê uma chance para as escadas! Essa é a atitude mais lembrada quando se fala em opções de atividades físicas no dia a dia. Além de aumentar a frequência cardíaca, a prática trabalha músculos importantes das regiões dos glúteos e pernas.

4 –  Não subestime o seu quintal

Cuidar do jardim tem o benefício de estar perto da natureza e servir como prática de atividade física. Capinar, cavar, plantar, regar e passar o rastelo são tarefas que recrutam bastante os músculos dos membros superiores, da região abdominal e dorsal (costas). Se você optar por fazer uma horta, por exemplo, ainda garante um incremento saudável na sua alimentação.

5 – Seu carro também precisa de cuidados

Além de economizar, você ainda vai estar praticando alguma atividade física. Melhor ainda se essa lavagem for feita com baldes, pois vai recrutar ainda mais a sua força e te fazer agachar algumas vezes. Além de ser uma forma consciente de consumo da água.

6 – Lavando roupa à moda antiga

Todo mundo sabe que na correria fica quase impossível abrir mão da máquina de lavar. Mas existem peças que sempre merecem mais atenção. Que tal aproveitar e separar algumas para lavar à mão? Essa também é uma atividade cujos movimentos trabalham os músculos dos membros superiores.

Mas Saúde e Segurança vêm em primeiro lugar!

É sempre bom lembrar que um profissional da saúde deve ser consultado antes de iniciar qualquer atividade física, principalmente se existem fatores de risco associados, como lesões ostearticulares e doenças como a hipertensão arterial, diabetes e problemas cardíacos. Mesmo no caso de tarefas domésticas ou rotineiras, algumas limitações físicas podem inviabilizar a execução.

Respeitar seus limites é tão importante quanto a prática!

Cenários de Planejamento

Antes de realmente começar a investir seu rico dinheirinho, em suas primeiras aplicações, você deve entender que temos de nos preparar para cumprir três cenários para planejar nossos investimentos: de Curto, Médio e Longo Prazo.

Mas antes de pensar em investir lembre-se que você precisa Guardar dinheiro, mas para isso você precisa de fazer uma das seguintes ações:
. gastar menos do que ganha hoje; ou
. ganhar mais do que ganha hoje e mais do que gasta atualmente.

Não tem jeito, não existem outras alternativas, e a primeira parece ser a mais fácil!

Vamos falar desses três Cenários

  1. Cenário de Curto Prazo (até 12 meses)
    Nesse cenário você deve ter investimentos que possam ser resgatados dentro desse prazo, e sem você prejudicar seu dia-a-dia e sem deixar o dinheiro simplesmente parado na conta-corrente ou na poupança. Esse dinheiro não pode precisar ser utilizado para despesas fixas (água, luz, gás, comida, aluguel, remédios de uso contínuo), nem aquelas prováveis (como consertos de eletrodomésticos, compra de remédios para doenças eventuais).
    Nesse período, você pode aplicar uma boa parte de suas sobras atuais (ou aquelas que você vai conseguir cortando gastos e/ou aumentando sua renda);
  2. Cenário de Médio Prazo (de 1 à 3 anos)
    Nesse cenário você deve investir uma parte do que você vai conseguir guardar, ou qualquer quantia que receber extra, ou seja, que você não esperava receber com certeza, e que poderá ficar rendendo um pouco mais, em aplicações dentro desse prazo. Aparecendo alguma oportunidade você poderá gastar sem prejudicar seus rendimentos mensais;
  3. Cenário de Longo Prazo (pelo menos 4 anos)
    Nesse cenário entram os valores que você poderá reservar por maior tempo de aplicação, onde você poderá contar com rendimentos melhores que as aplicações de menor prazo. A diferença às vezes é bem interessante.
    Em geral é um dinheiro que você poderá reservar para quando se aposentar, ou para quando você quiser dar um conforto maior e maior segurança à sua família, como a compra de um eletrodoméstico de maior valor (tipo uma geladeira maior, uma Smart TV, fazer a viagem dos seus sonhos, um carro novo, ou mesmo dar entrada para comprar uma casa).

Em que você poderá investir, para cada um desses cenários, você já conheceu neste artigo aqui. Todos eles te atenderão desde o cenário de mais curto prazo, mas até mesmo para o de longo prazo.

Entretanto lembre-se que você não pode esquecer da regra de ouro dos investidores: diversificar. Jamais se deixe encantar com um tipo específico de investimento, divida seu dinheiro em várias aplicações diferentes, pois se a inflação se alterar muito, ou o cenário econômico interno mudar – seja para melhor ou para pior -, uma aplicação boa poderá se transformar numa má aplicação.

Assim se você tiver três ou mais aplicações diferentes, poderá aproveitar o melhor de cada uma, a seu devido tempo, ao mesmo tempo que se alguma passar a render menos que as demais, as outras ainda te trarão um certo retorno.

Se para você, no início, ficar difícil de guardar mais dinheiro, não se preocupe. Pense no início em ter aplicações de curto prazo. Quando você estiver mais familiarizado com o mercado financeiro pense no médio prazo. E qualquer dinheiro extra que entrar sem ser esperado e para o qual você não precisa gastar, coloque em aplicações de maior prazo, que te trarão um rendimento melhor.

Mas há aplicações que não cobram Imposto de Renda, enquanto outras cobram. Então não devo nem pensar nessas últimas?

A resposta é: depende muito. Você deve analisar melhor cada aplicação. Não é porque é isenta de IR que uma aplicação é melhor, ou rende mais. Veja os detalhes, converse com o gerente de sua conta bancária, ou de uma corretora, para saber escolher melhor.

Em caso de dúvida experimente as duas, e no final veja qual te rendeu mais, ou te pareceu mais segura ou com maior liquidez lá no final do prazo da aplicação. E vá aprimorando sua experiência para cada vez aplicar melhor.

Evite as Fraudes Cibernéticas

Quando se trata de fraudes online, um pouco de conhecimento pode evitar um mundão de problemas. Continue lendo para aprender sobre os tipos mais comuns de golpes, como identificá-los e como evitar ser vítima deles..

A primeira é sobre fraudes por bate-papo

Mensagens de texto e online são um lugar privilegiado para os fraudadores tentarem roubar suas informações pessoais.

Muitas vezes cometemos o erro de acreditar que se alguém tem nosso número, devemos conhecê-lo ou nosso número foi dado a ele por um bom motivo.

Os golpistas tiram proveito dessa suposição e se tornaram cada vez mais sofisticados sobre a maneira como exploram as pessoas. Frequentemente, fingirão ser conhecidos ou uma instituição respeitável, como um banco.

Mantenha-se cético para evitar fraudes por bate-papo:

Verifique a mensagem por meio de uma fonte diferente
Se um amigo, parente, banco ou qualquer outra empresa pedir informações pessoais ou dinheiro, valide a solicitação ligando para a empresa ou pessoa que fez a solicitação.

Observe a gramática ruim
Se o texto ou bate-papo contiver erros básicos de gramática, isso geralmente é uma dica de que é um bot ou um golpista de baixo nível de instrução.

Cuidado com números desconhecidos ou estranhos
Provavelmente, você já tem um amigo ou membro da família armazenado em seu telefone com um nome conhecido. Desconfie quando um número desconhecido aparecer.

Não responder
Afinal das contas, a resposta mais segura é não responder. Se a solicitação for crucial, a empresa ou conhecido tentará entrar em contato com você de outras maneiras diferentes.

A segunda sobre Fraudes por Computador

Se você passa algum tempo online, provavelmente já foi alvo de um ataque de phishing. 

Isso ocorre quando um golpista finge ser de uma empresa confiável para que você revele informações pessoais que ele possa usar. 

Phishing é uma técnica frequentemente implantada por meio de e-mails. Pop-ups de sites da Web e até aplicativos móveis.

Golpes comuns de phishing:

O CEO/Executivo
O golpe aparece como um e-mail de um líder em sua organização, solicitando informações altamente confidenciais, como contas da empresa, salários de funcionários, números de previdência social e informações de clientes.

Compartilhamento de arquivos e DocuSign
Solicitações falsas para acessar arquivos em contas do Dropbox e DocuSign estão aumentando, enganando os funcionários e fazendo-os clicar em links perigosos.

O golpe do romance
Isso pode acontecer totalmente online, por telefone ou pessoalmente, uma vez que o contato seja estabelecido. Mas o golpe do romance sempre começa com alguém supostamente procurando por amor. O golpista costuma colocar um anúncio falso online ou se passar por amigo de um amigo nas redes sociais e entrar em contato com você diretamente. Mas o que começa como promessa de amor ou parceria, muitas vezes leva a pedidos de dinheiro ou presentes caros. A isca aqui é amor e aceitação.

O phishing móvel
Os golpistas distribuem aplicativos móveis falsos que reúnem suas informações pessoais em segundo plano ou enviam mensagens de texto contendo links perigosos. 

Pesquisas
Você recebe uma solicitação para responder a uma pesquisa sobre uma questão social de seu interesse.  Ao clicar nesse link, você pode estar sendo infectado por malware. 

O anexo de e-mail urgente
Os e-mails de phishing tentam enganá-lo para fazer o download de um anexo perigoso, dando a um malfeitor acesso ao seu computador. Esses e-mails solicitam que você baixe anexos confirmando a entrega de um pacote, o itinerário da viagem ou o prêmio.

Perguntas que você deve se fazer para evitar fraudes por computador:

Estão pedindo informações demais? 
Desconfie de qualquer pessoa que peça mais informações do que precisa, mesmo se estiver conversando com uma empresa ou banco com o qual faz negócios.

Eu conheço você? 
Faça esta pergunta simples antes de responder a uma mensagem.  Primeiro, verifique se você reconhece o nome e o endereço de e-mail do remetente. 

Meu software de segurança está ativo?
Sempre use um software de segurança (tipo McAfee, Norotn, Avast) abrangente para proteger seus dispositivos e informações contra malware e outras ameaças que podem resultar de um esquema de phishing. 

Esse é um link legítimo?  
Antes de clicar em um link, passe o mouse sobre ele para ver se o endereço URL parece legítimo (melhor ainda se mostrar um cadeado antes do link). 

Estou na página da web que acho que estou?  
Antes de fazer login em uma conta online, verifique se o endereço da web está correto.  Os phishers costumam forjar sites legítimos, como contas de armazenamento online, na esperança de induzi-lo a inserir seus detalhes de login.

É bom demais para ser verdade?   
Evite ofertas ou negócios “grátis” que pareçam bons demais para ser verdade.

A terceira é sobre Fraudes por Telefone

Os golpes de telefone vêm em várias formas. Alguns agem de forma amigável, enquanto outros tentam usar a intimidação.  

Em todos os casos, o objetivo é obter informações pessoais e dinheiro. 

Golpes de telefone comuns:

Golpes de reparação de crédito

Dê a eles algum dinheiro e eles prometem “consertar” ou “remover” sua dívida.

Golpes de caridade 

Você precisa dar dinheiro hoje para ajudar essas pessoas em necessidade.

Garantias estendidas de carro 

Eles acessam os registros públicos de compra para tentar vender garantias de carros superfaturados ou sem valor.

Veja como se proteger mais:

Desligar  
Não deixe que saibam que ligaram para um número de telefone ativo.  Pressionando botões ou tentando falar com a operadora, você pode receber ainda mais ligações automáticas.

Use o bloqueio de chamadas
Sua operadora de telefone pode fornecer um serviço para bloquear números de spam de telefone conhecidos ou pelo menos identificá-los para você quando o telefone tocar.

Não confie na identificação de chamadas como uma prova

Os golpes por telefone ficaram cada vez melhores, e podem fazer você pensar que é um número de telefone legítimo, “falsificando” uma identidade e exibindo algum tipo de nome oficial.

Alguns até relatam que mostra seu próprio número ligando para eles.

A quarta é sobre Fraudes na Web ou On-Line:

Os golpistas fraudam muitas pessoas usando serviços e software da Internet. 

O objetivo desses golpes é induzir você a enviar dinheiro ou informações pessoais. 

Como muitos desses outros golpes, os golpes online exploram quem precisa ou busca uma oferta.

Tipos de golpes da Web:

Sites de comércio falso
Sites de produtos falsos costumavam vender produtos que não valem o preço pago ou que não são entregues. 

Fraude de cartão de crédito
Solicitar informações de cartão de crédito para prosseguir em um site. 

Malware
Software projetado para desativar o sistema do seu computador para uso pessoal dos golpistas ou simplesmente para  danificá-lo. Também é um termo geral usado para vírus, spyware, worms, trojans e muito mais.

Fraudes por prêmio
Você será notificado de que acabou de “ganhar” um belo prêmio, como dinheiro, joias ou férias. Esses golpes pedem pagamentos antecipados.

Golpes de crowdfunding
Os criadores do pedido de crowdsourcing prometem um retorno para o seu pequeno investimento no projeto deles, mas acabam embolsando o dinheiro. 

Evitando Golpes na Web:

Mantenha o software do seu computador sempre atualizado.  Seu sistema operacional, navegadores da Web e aplicativos são constantemente atualizados para se ajustar aos novos truques dos golpistas. 

Isso também inclui manter sua assinatura de Anti-vírus sempre atualizada. 

Compre de fontes confiáveis. Faça uma pesquisa se não tiver certeza. Todos os Anti-vírus tem ótimos recursos para ajudar a identificar alguns sites não seguros quando você tenta visitá-los.

Fale com seus filhos. Certifique-se de que eles estão informados sobre os perigos dos golpes online.

Se um prêmio que você ganhou parece bom demais para ser verdade, ele provavelmente é mais um golpe.  Pesquise sobre o concurso numa busca no navegador. Muitas vezes você encontrará histórias de outras pessoas que já foram enganadas. 

Nunca envie dinheiro ou cartões-presente a uma pessoa que você não conheceu pessoalmente.  

Pesquise quaisquer campanhas de crowdfunding para ver o feedback de outras pessoas e se elas não cumpriram suas promessas.

Sempre procure a trava de segurança (o cadeado) em sites que solicitam informações pessoais.

A quinta é sobre Fraudes por E-mail:

Os golpes de email mais comuns sempre envolvem phishing. 

Os esquemas de phishing têm a aparência de um e-mail legítimo, podendo até mesmo parecer ser de uma empresa com a qual você está familiarizado, a fim de explorar sua confiança, te enganar e obter informações pessoais ou financeiras.   

Tipos de golpes de e-mail que você pode receber:

Golpe de loteria estrangeira
Você acabou de ganhar um grande prêmio, geralmente em um país estrangeiro, mas deve pagar uma pequena quantia adiantada para obter a recompensa maior. 

Golpe da pesquisa
Você recebe uma solicitação para responder a uma pesquisa sobre uma questão social de seu interesse. Ao clicar no link, você é infectado por malware.

Golpe bancário
Você recebe um e-mail dizendo que há algo errado com seu banco ou conta do PayPal que precisa de sua atenção.  Você então é direcionado a um site falso, onde tenta fazer o login para que eles possam roubar seu nome de usuário e senha do site real. Uma variação muito comum é enviarem um aviso que houve problema de segurança em sua conta de um serviço de streammer e solicitando que você revalide sua senha.

Dicas para evitar golpes por e-mail:

Se você não faz negócios ou não solicitou informações de uma determinada empresa, não clique em nenhum link ou responda a nenhuma pesquisa.

Veja o endereço de e-mail do remetente. Corresponde ao conteúdo do e-mail? Se não, fique longe.

Evite comunicações sem personalização.  “Prezado cliente” é uma boa dica para ficar longe. 

O link no e-mail parece estranho?  Na maioria das vezes, você pode mover o mouse sobre o link para ver o endereço real do link.  Se algo parecer errado, não chegue nem perto.  

Em que posso Investir Pouco?

Você já sabe o básico sobre como saber que pode investir se você tem/teve alguma sobra do salário, ou se receber um valor extra, por algum serviço realizado.

Se você estiver em dúvida, ou não leu o artigo anterior, clique aqui e leia-o.

Bom, sabendo quanto vai sobrar, ou quanto tem disponível – e que não será necessário num prazo mínimo de 3 a 6 meses, vamos ver quais as principais aplicações que você pode usar para guardar e fazer seu dinheiro trabalhar para você.

Os Fundos de Renda Fixa

São a opção mais interessante para quem não tem muito capital para investir, são em geral investimentos de baixo risco, e você pode fazer em seu banco de varejo (Bradesco, Santander, Itaú, Banco do Brasil, etc) ou numa corretora (existem dezenas delas – e você não precisa fazer nada localmente -, pode usar até seu celular apenas – tanto para abrir uma conta, como para fazer seus investimentos e realizar os resgates).

De forma geral os melhores investimentos para quem está começando com pouco, são:

  • Tesouro Direto
  • CDB
  • LCI
  • LCA

Óbvio que tem muito mais que isso (tal como o CRI, o CRA, as Debêntures, e outros Fundos de Renda Fixa, e até a Previdência Privada – VGBL ou PGBL), mas vamos deixar isso quando você estiver mais seguro nos primeiros citados – principalmente em trabalhar com os bancos e as corretoras.

Vamos conhecer os principais, com um pouco mais de detalhes:

  1. Tesouro Direto
    O Tesouro Direto é um programa do Tesouro Nacional do Brasil em que são vendidos títulos públicos federais para pessoas físicas. Ao comprar um título público, você está emprestando dinheiro para o governo brasileiro e receberá uma remuneração (juros) quando vender o título.
    Esses títulos públicos são ativos de renda fixa. Ao comprar o título, portanto, você já tem uma ideia de quanto terá no momento do resgate – quando os coloca à venda novamente.
    Ou seja: você compra o título por um valor determinado e, ao vendê-lo, você recebe o valor emprestado ao governo mais juros sobre ele. O valor mínimo para investimento no Tesouro Direto pode ser até menor que R$ 50.
    Os títulos do Tesouro Direto são uma boa opção de onde guardar dinheiro tanto para quem tem um objetivo de curto prazo quanto de longo prazo, já que seus vencimentos vão desde 2023 até 2050. Basta escolher o que se adapta a suas prioridades. Lembrando que você tem liquidez diária, pode resgatar a qualquer momento.
  2. CDB
    CDB é uma sigla e quer dizer Certificado de Depósito Bancário. Como o próprio nome sugere, ele é um título de empréstimo a um banco – você empresta o seu dinheiro para a instituição financeira e recebe de volta com juros, como acontece com a maioria dos empréstimos.
    Os CDBs têm uma data de vencimento, portanto, é possível investir no que tiver data mais próxima do seu objetivo. Eles também têm uma liquidez diária, o que significa que você pode resgatar o saldo investido a qualquer momento – para uma reserva de emergência, por exemplo, isso é indispensável.
    CDBs podem ter os mais diversos prazos de vencimento, mas são, em geral, de um até cinco anos. Portanto, são mais indicados para quem procura uma opção de onde guardar dinheiro para objetivos de curto ou médio prazos – mas nada impede que após o vencimento você invista o valor em outro CDB.
  3. LCA e LCI
    São investimentos em quase tudo similares, e rendem quase a mesma coisa. A maior diferença é que uma LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) é um título de crédito para o setor do agronegócio, enquanto uma LCI (Letra de Crédito Imobiliário) é um título para apoiar a criação de crédito imobiliário.
    Os títulos funcionam da seguinte maneira: são emitidos por bancos com o objetivo de captar recursos financeiros destinados a empréstimos, que serão oferecidos tanto para o setor imobiliário quanto para o agronegócio.
    A grosso modo, você empresta dinheiro para que o banco possa emprestar dinheiro e, em troca disso, recebe o valor aplicado mais um rendimento preestabelecido na hora da compra deste título. Ambos os títulos podem ser atrelados ao CDI, uma taxa de juros interbancária cujo valor tornou-se referência nacional para rendimentos diversos.
    Para aplicações de prazo mais curto e de valores menores – de até R$ 100,00 – o melhor é usar os bancos, já que na maioria das corretoras os valores podem começar com R$ 1.000,00 e com prazos que podem ser maiores que dois anos.

Prazo Mínimo de Aplicação

Para a maioria das aplicações indicadas anteriormente o prazo para fazer um resgate pode girar entre 3, mas em geral é de 6 meses, e mais. Assim note que você não pode investir se esse dinheiro você terá que usar antes disso. Seu dinheiro vai estar rendendo, mas ele não poderá ser sacado antes do prazo de carência ser atingido.

Muito cuidado portanto quanto ao prazo. Antes de aplicar veja as opções que seu banco oferece. Confira com cuidado se a carência é adequada a uma possível necessidade sua, e escolha a aplicação que melhor atende às tuas necessidades. Se for o caso consulte o site de uma corretora importante, para ver que opções que elas tem que aderem ao seu planejamento e necessidades futuras.

Lembre-se que a poupança é um dos melhores investimentos de curtíssimo prazo, desde que seja de pelo menos 1 mês. De nada adianta aplicar na poupança no dia 25 de um mês já sabendo que você terá que pagar alguma conta no dia 24 do mês seguinte. Você, na Poupança, não terá impedimento algum de fazer o resgate, mas seus rendimentos viram ZERO.

Outra coisa: após passado o prazo de carência muitas LCI ou LCA permitem que você saque parte ou todo o seu investimento. Num banco X, por exemplo, após 90 dias (num outro banco Y, após 180 dias), você poderá fazer resgate – mesmo que a aplicação em si seja de 12 ou 36 meses. Então use-os, após a carência, se precisar pagar contas, pois as multas e/ou juros que você pagará numa conta em atraso, são muito maiores do que se você deixasse ele render mais um pouco. As multas e os juros são muito maiores que qualquer rendimento de aplicação.

Liquidez

A liquidez indica que prazo – após você pedir um resgate – o dinheiro vai cair na sua conta. Existem outros tipos de papéis em que a liquidez é de 30 dias (chamada de D+30), outros de 5 dias (D+5), mas estes aqui em geral tem a liquidez imediata (D+0) onde o crédito cai no momento do pedido do resgate, ou no dia seguinte (D+1).

Confirme antes qual é a liquidez para você não passar perrengue e seu dinheiro só cair no dia seguinte e você ter que pagar multa por atrasar o pagamento de alguma conta.

Cultive em casa o próprio alimento

Cultivar o próprio alimento numa horta, seja em casa ou no apartamento, é um incentivo para uma alimentação adequada e saudável, além de proporcionar um bem-estar muito interessante, principalmente nesta época de pandemia.

Uma comida fresca é capaz de despertar todos os seus sentidos, visão, tato, olfato e paladar. Isso porque um alimento recém-colhido apresenta uma cor mais viva, uma textura mais firme, um aroma mais marcante e, claro, um sabor mais intenso. Sem contar que conhecer a origem daquilo que será consumido contribui para uma alimentação adequada e saudável.

Cultivar alimentos em casa já é a opção de muita gente. Mas não se engane achando que ter uma horta é privilégio e exclusividade de quem dispõe de um quintal grande.

Mesmo em pequenos espaços é possível cultivar algumas espécies. A palavra de ordem é uma só: adaptação. O ponto de partida para a definição dos melhores temperos e alimentos a serem cultivados é o espaço disponível, seja em um apartamento ou em uma casa.

A principal diferença vai ser em relação à exposição solar e à dimensão da área útil para o cultivo. Por esse motivo, temperos e ervas como, por exemplo, manjericão, alecrim, cebolinha, hortelã e erva-doce são mais fáceis de cultivar em um apartamento. As espécies de tomates menores e as pimentas também costumam se dar bem nos espaços próximos às janelas.

Entretanto hortaliças como cenouras, batatas, alfaces e alimentos similares até necessitam de espaços maiores, mas isso não impede que a fase inicial do cultivo seja feita no apartamento. Em seguida, com o desenvolvimento das plantas, elas podem ser deslocadas para espaços maiores, como hortas comunitárias.

Dicas Importantes

  • Escolha o meio onde a planta vai se desenvolver: solo e substratos, sendo o último um composto usado no plantio para dar sustentação às raízes das plantas. Podem ser preparados no local ou comprados;
  • Defina como vai plantar: sementes, mudas de estacas, rebentos, bulbos, tubérculos ou estolões;
  • Use sempre água de boa qualidade, para não contaminar as hortaliças e o solo;
  • Sol: a planta precisa da luz solar para se desenvolver e produzir carboidratos (glicose, amido) por meio da fotossíntese;
  • Ar: a planta inteira precisa respirar, inclusive as raízes;
  • Nutrientes: se o solo for pobre em nutrientes será necessário complementar com adubos. Prefira os que não possuem produtos ou compostos químicos em sua composição;
  • Mão-de-obra: uma horta é uma atividade que exige cuidados diários, então tenha paciência e disciplina;
  • Ferramentas: podem ser utensílios típicos de jardinagem, como rastelo, pulverizador, regador, colheres de transplante, pás ou ainda qualquer utensílio que estiver disponível em casa para cavar a terra, nivelar, regar, etc, como colheres e potes.

Mudas ou sementes?

Mesmo para quem está se aventurando pela primeira vez na construção das hortas, esse pode ser um processo experimental e prazeroso. Para facilitar lembre-se que plantar ou cultivar mudas é o caminho mais simples para quem está começando e dispõe de pequenos espaços. Afinal, plantar a partir das sementes exige um pouco mais conhecimento em relação ao espaçamento para o plantio, assim como as possibilidades de germinação no início.

Uma outra dica importante é garantir que as mudas estejam bem adubadas, de preferência com adubos livres de compostos sintéticos e outros compostos químicos, além de garantir o aporte de sol e regas adequadas para cada planta. Nesse sentido, o local onde será feito o plantio vai depender do tipo de alimento e espaço disponível na residência. Os temperos e ervas se adequam muito bem a vasos, enquanto as demais hortaliças exigem canteiros com maior espaço.

Como lidar com as pragas?

Para lidar com as pragas, existem possibilidades que vão desde plantar diferentes espécies até receitas caseiras para espantar as visitas indesejadas. Confira no quadro abaixo o passo a passo de pesticidas naturais retirados de uma publicação da Embrapa:
• Calda de alho, pimenta e sabão – Repelente de várias pragas
Picar e amassar 1 cabeça de alho e 2 pimentas vermelhas (“dedo-de-moça”). Picar 25 gramas (1/4 de barra) de sabão de coco, dissolvê-lo em 2 litros de água quente. Juntar o alho e a pimenta. Deixar esfriar, coar em pano fino e aplicar.
• Emulsão de óleo mineral – Para controle de cochonilhas.
Misturar em um balde grande de metal, 2 litros de água, 1 quilo de sabão neutro picado e 8 litros de óleo mineral. Ferver a mistura até formar uma pasta, mexendo sempre. No dia da aplicação, separar 50 gramas da pasta e misturá-la com 3 litros de água morna.
• Calda de tomateiro – Para controle de pulgões
Picar meio quilo de folhas e talos de tomateiro. Colocar o material em frasco com capacidade de 2 litros e acrescentar 1 litro de álcool. Deixar repousar por alguns dias. Coar a mistura em pano fino. Para aplicar, separar 1 copo do líquido e misturar com 10 litros de água.

Grandes aprendizados no cultivo das hortas envolvem também entender os ciclos que passam as plantas. Vale citar que nem todos os insetos que passam por uma horta são pragas. Eles podem estar até mesmo auxiliando no controle delas. Joaninhas e outros besouros são frequentadores assíduos e, na maioria das vezes, são muito bem-vindos em hortas, de qualquer tamanho.

Também para combater as pragas existem na natureza organismos chamados “inimigos naturais” que matam ou parasitam algumas das pragas mais comuns. As joaninhas, por exemplo, matam pulgões, cochonilhas, tripés, ácaros e moscas brancas. Além delas, as aranhas também são vorazes predadoras de várias pragas. Por esse motivo, o agricultor deve proteger e conservar esses “bichinhos do bem”.

Quais as vantagens de cultivar uma horta em casa?

Independente do tamanho da área disponível para cultivar uma horta em casa, a principal vantagem, sem dúvida, é a aproximação com o ato de produzir e comer o próprio alimento. Essa é a dimensão mais potente, ao mesmo tempo sutil e transformadora. O ato de cultivar os vegetais é, inclusive, um movimento importante em relação à prática das habilidades culinárias e ao consumo dos alimentos in natura, conforme orienta e reforça o Guia Alimentar para a População Brasileira, produzido pelo Ministério da Saúde.

Essa é uma forma de ampliar a consciência sobre os sistemas alimentares, de procurar cada vez mais, mesmo quando estiver fora de casa, conhecer os alimentos que são comprados e como são produzidos e, ao mesmo tempo, entender o papel que as políticas públicas podem ter para ajudar nessa busca.

Além dos benefícios oferecidos à alimentação e saúde da família, o contato com as plantas e com a terra surge como uma fonte de bem-estar e de aproximação com uma alimentação adequada e saudável. Para além dos estudos e experiências que demonstram os benefícios essa relação de cultivo do próprio alimento, é bastante intuitivo o processo de cultivar, cuidar e entender melhor os processos naturais, colocando, literalmente, a mão nas plantas e na terra.